Decadracma de Siracusa – Demarete


O decadracma de Siracusa é uma das peças mais desejadas da numismática antiga! A série conhecida como Demarete teve suas primeiras moedas cunhadas por volta de 470 a.C.

Essas peças exercem até hoje fascínio por seu refinamento artístico e são aclamadas como obra-prima da arte arcaica tardia e clássica grega! Abaixo você descobre tudo sobre essa belíssima peça!

Você também pode gostar de ler:

➡️ O Farol de Alexandria nas Moedas Antigas

➡️ O Famoso Estáter de Corinto

➡️ Os Tetradracmas da Coruja de Atena

Saiba tudo sobre o belíssimo e desejado decadracma de Siracusa.

Siracusa

De acordo com Tucídides, historiador da Grécia Antiga, Siracusa foi fundada por gregos de Corinto, por volta de 733 a.C. Com o passar do tempo, Siracusa se tornou a maior cidade grega na Sicília (sul da Itália).

Era uma das grandes cidades-estado marítimas da Grécia Antiga, sendo um centro de comércio mercantil. Além disso, havia planícies férteis no continente adjacente, possibilitando que um número de cidadãos se tornasse ricos proprietários de terras.

Por volta de 500 a.C., seu território se estendeu por todo o sudeste da Sicília. Mas sua crescente expansão foi bloqueada por Gela, uma cidade fundada pelos gregos de Creta e Rodes em 688 a.C.

Siracusa era governada por uma oligarquia – um pequeno grupo de proprietários. Quando ocorreu uma revolução democrática, eles apelaram para Gélon I, o tirano de Gela. Em 485 a.C. ele conquistou o controle de Siracusa e tornou-a sua capital. Assim, Gela passou a ser governada por seu irmão Hierão.

➡️ Confira moedas cunhadas em Siracusa – Loja Online

Siracusa X Cartago

Gélon firmou uma aliança com a cidade de Acrágas (atual Agrigento), se casando com Demarete, filha de Theron (o tirano de Acrágas).

Quando Theron estendeu o território de Acragas pela Sicília até a cidade de Hímera, o governante de Hímera recorreu a Cartago. Gélon entrou em batalha e venceu os cartagineses, mesmo em menor número, em 480 a.C., na Batalha de Hímera.

Pintura que retrata a Batalha de Hímera, na qual siracusa venceu Cartago.
Pintura da Batalha de Hímera por Giuseppe Sciuti. Datada de 1873.

Demarete

De acordo com a principal versão da história, Demarete se apiedou dos cartagineses e pediu a seu marido Gélon que poupasse o sofrimento dos derrotados.

Os cartagineses então, tendo inesperadamente conseguido sua libertação, deram à rainha de Siracusa uma coroa de ouro como agradecimento.

Decadracma de Siracusa

Assim, Demarete teria mandado derreter o metal para cunhar uma moeda (que levou seu nome) com o material. A identidade da moeda em questão foi um dos grandes mistérios numismáticos devido às aparentes contradições da história.

Dizia-se que a coroa era de ouro, mas o peso da moeda cunhada era dado em 10 dracmas (decadracma), uma moeda de prata. Há consenso em afirmar que a moeda deve ter sido mesmo de prata, pois nessa época e por muitos anos após esse evento, não foram cunhadas moedas de ouro em Siracusa.

➡️ Conheça o Dracma da Grécia Antiga
(Blog Jafet Numismática)

Dessa forma, os estudiosos acreditam que as fontes antigas omitiram que o ouro foi, na verdade, gasto para fazer o decadracma de prata.

Outros estudiosos também defendem uma história diferente para a origem da moeda. Nessa outra versão, o decadracma de Siracusa teria sido cunhado pelo sucessor de Gélon para comemorar sua vitória nos Jogos Olímpicos.

Descrição da Peça

O famoso decadracma de Siracusa, chamado também de Demarete.
Esse decadracma pode chegar a custar 500 mil dólares se estiver em perfeito estado de conservação!

➡️ Veja as moedas gregas disponíveis na nossa Loja Online

Essa rara e famosa moeda apresenta uma quadriga com 4 cavalos conduzida por um cavaleiro no anverso. Acima, a deusa Nike (Vitória) está voando para coroar com louros os cavalos.

Na parte inferior do anverso, ainda há um leão, que acredita-se que foi pensado para representar a África e os cartagineses. No reverso, a peça traz a ninfa Aretusa e 4 golfinhos brincando.

O Decadracma de Siracusa por Dionísio I

Após o período de “teste” da década de 460 a.C., o decadracma foi reintroduzido em Siracusa pelo tirano Dionísio I. Ele assumiu o poder em 405 a.C. e tinha o desejo de tornar Siracusa a cidade mais importante do mundo grego.

Dois dos maiores artistas numismáticos locais, Kimos e Euainetos, produziram moldes para a nova série Demarete. Cada um trouxe um estilo próprio e distinto aos emblemas já icônicos retratados no anverso e reverso do decadracma de Siracusa.

Os decadracmas cunhados sob governo de Dionísio I eram destinados ao pagamento de seus soldados mercenários.

Decadracma de Siracusa Demarete cunhado por volta de 400 a.C.
Versão de Kimon para o decadracma de Demarete. Cunhado entre 405-400 a.C.
Versão de Euainetos para o famoso decadracma de Siracusa.
Decadracma de Siracusa cunhado por Euainetos. Datado de 400-390 a.C.

Onde comprar Moedas de Siracusa?

Quer moedas antigas autênticas para sua coleção? Você encontra peças cunhadas por diferentes civilizações ao longo da humanidade na nossa Loja Online!

Todas as moedas da Jafet Numismática acompanham um certificado de autenticidade LIFETIME e possuem FRETE GRÁTIS para todo o Brasil!

➡️ QUERO VER AS MOEDAS DISPONÍVEIS


Confira nossas moedas disponíveis

O QUE VOCÊ ACHOU DESSE ARTIGO?

Deixe o seu comentário, dúvida ou sugestão! Assim a gente melhora ainda mais o nosso conteúdo. Afinal, o conhecimento se faz em conjunto 😀
Obs.: o seu e-mail não será divulgado.

2 × 3 =

« voltar topo ↑