Deus Netuno (Poseidon) na mitologia greco-romana


Assim como o mar, o temperamento do romano deus Netuno (Poseidon para os gregos) é retratado na mitologia como imprevisível: podia tanto ser calmo e tranquilo quanto fatalmente tempestuoso! Inclusive, teve muitas disputas com deuses e homens, as mais famosas com Atena (Minerva) e Odisseu (Ulisses).

Um dos Doze Olimpianos, ele também era temido como provocador de terremotos e adorado como criador de cavalos. Continue a leitura e descubra tudo sobre essa divindade fascinante!

Você também vai se interessar:

➡️ Como era a vida dos soldados romanos?

➡️ O que foi o Oráculo de Delfos na Grécia?

➡️ História da Medusa através das moedas

Conheça a mitologia greco-romana do deus Netuno.

Origem do Deus Netuno

Netuno é o deus romano equivalente ao Poseidon grego. Desse modo, na mitologia grega, Poseidon tornou-se senhor do mar após a derrota de seu pai Cronos (o titã do Tempo). O mundo foi dividido entre ele e seus irmãos: Zeus (Júpiter latino) recebeu o céu, Hades (Plutão) o submundo e Poseidon o mar, com a Terra e o Monte Olimpo pertencentes aos três.

Temperamento e Comportamento

Netuno é conhecido por sua natureza e temperamento violentos. Há muitos mitos que o descrevem como sendo difícil e vingativo. Diz-se que seu comportamento reflete a natureza imprevisível do mar.

Poseidon, o deus dos mares

Moeda grega de bronze que retrata o deus Poseidon.
Moeda de bronze cunhada na Mísia no século III a.C. Anverso: Poseidon barbudo e laureado. Reverso: Pégaso à direita, golfinho logo abaixo.

➡️ Confira as moedas de Poseidon disponíveis – Loja Online

O domínio de Poseidon cobria cerca de três quartos do mundo e, portanto, seu alcance era amplo. A maioria dos deuses olimpianos tinha uma casa no Monte Olimpo, mas Poseidon tinha seu próprio reino no fundo do mar. Ele morava em um palácio feito de coral dourado, bem no fundo do oceano. Dividia sua casa com sua esposa Anfitrite (Salácia em latim), que era uma bela ninfa do mar (nereida), e com seu filho, Tritão.

Na maioria das representações artísticas do deus Poseidon, ele é mostrado com mechas onduladas e uma barba longa e encaracolada, que se assemelha muito ao crescimento de cracas no fundo de um navio. Os poderes de Poseidon significavam que ele poderia causar terremotos, tsunamis, tempestades terríveis… ou então ele poderia garantir que você tivesse um dia perfeito na praia!

Escultura que mostra Netuno acalmando as ondas.
Netuno acalmando as ondas, de Lambert-Sigisbert Adam, 1737.

Deus Netuno e terremotos

Por causa do temperamento violento de Netuno, ele também foi associado aos terremotos. Na época, havia muito pouca compreensão do que realmente causava os terremotos.

Assim, os antigos romanos pensavam que vinham do mar, mas não tinham conhecimento científico de coisas como placas e deslocamento da terra. Como Netuno era o deus do mar, pensava-se que um terremoto ocorria quando o deus se enraivecia.

Representação e símbolos

Tanto o deus Netuno quanto seu equivalente grego Poseidon são conhecidos hoje exclusivamente como deus do mar. Entretanto, nos tempos antigos, essa divindade pode ter sido o deus da terra e da fertilidade ou mesmo o deus supremo do céu.

Muitas vezes, ele é retratado montando uma carruagem de quatro cavalos e empunhando um tridente sobre as ondas. O tridente é seu emblema mais reconhecível, embora seu filho, Tritão, também carregue um. Um mito conta que Netuno atingiu uma rocha com seu tridente para criar o primeiro cavalo, Skyphios.

Durante a Titanomaquia, o deus usou o tridente para quebrar um pedaço da ilha Kos, sob o qual ele posteriormente sepultou o gigante Polibotes, seu rival. Esta parte tornou-se a ilha de Nísiro de hoje.

Tetradracma cunhado na Macedônia que traz Poseidon com seu tridente no reverso.
Tetradracma de prata do reino da Macedônia, datado de 306-283 a.C. Mostra no anverso o rei Demétrio I, Poliórcetes, cabeça diademada com chifres de touro. No reverso, apresenta o deus Poseidon em pé à esquerda, pé direito na rocha, tridente à esquerda.

Teseu, um filho de Poseidon

Teseu era considerado filho de dois pais, Poseidon e Egeu, já que ambos se deitaram com sua mãe Etra, na mesma noite. No mito, Teseu se ofereceu para ir com seus companheiros como um dos sacrifícios que o rei Minos de Creta exigia todos os anos para seu labirinto. Quando Teseu estava no navio do rei Minos, o rei desafiou Teseu a provar sua ascendência: Minos jogou seu anel de sinete nas ondas e disse a Teseu para recuperá-lo, alegando que ele seria capaz de recuperar o anel se Poseidon fosse seu pai.

Teseu mergulhou nas ondas, onde foi recebido por golfinhos que o levaram ao palácio de Poseidon. O herói recebeu o anel e muitos belos adornos. Quando voltou ao navio, emergiu das ondas completamente seco e enfeitado em seu glorioso traje. Minos não duvidou da linhagem de Teseu depois disso.

Em outro mito, Poseidon deu três desejos a Teseu. Ele poderia pedir qualquer coisa, e o deus estaria vinculado à sua promessa. Um dia, Hipólito, filho de Teseu, foi acusado de tentar estuprar sua sogra. Teseu, enfurecido e horrorizado, exigiu que Poseidon matasse Hipólito por seu crime. Infelizmente, após sua morte, foi revelado que Hipólito havia sido falsamente acusado.

➡️ A lenda de Teseu e o Minotauro nas moedas antigas – Blog

Poseidon X Atena

A disputa por Atenas entre os deuses Atena e Poseidon retratada em gemas de cameo.
A disputa entre Atena e Poseidon pela conquista da Ática, gemas de cameo de Lorenzo di Medici.

O deus do mar também era ganancioso — especialmente quando se tratava de reinos terrestres. Quando a cidade de Atenas acabara de ser criada, os atenienses queriam escolher um deus patrono. Poseidon e a deusa da sabedoria, Atena (Minerva romana), entraram na disputa, dois olimpianos conhecidos por sua rivalidade.

O deus alegou que a cidade se beneficiaria muito mais dele do que dela. Para provar isso, ele bateu seu tridente em uma rocha, criando um córrego de água do mar que brotou no Templo de Erecteion, no lado norte da Acrópole. Atena, por sua vez, plantou uma oliveira. Cécrope, o fundador e primeiro rei da cidade, decidiu que o presente da deusa da sabedoria era mais útil, pois dava frutas, madeira e óleo. Desde então, o ramo de oliveira é o símbolo universal da paz!

A Odisseia de Ulisses

Se havia um deus que você não queria afrontar era Netuno. Para os antigos gregos que eram uma população marítima, enfurecer o Deus do Mar significava problemas. Para o herói Odisseu (Ulisses para os romanos) em particular, irritar Netuno foi um grande erro!

Depois da Guerra de Tróia, Odisseu, rei da ilha de Ítaca, estava voltando para casa quando parou na ilha de Polifemo, o ciclope. O herói não sabia que Polifemo era filho do deus Netuno. Portanto, quando ele esfaqueou Polifemo no olho e zombou de sua linhagem, o ciclope clamou a seu pai vingança!

O deus, ofendido em nome de seu filho, acrescentou longos anos à jornada de Odisseu para casa, porque a única maneira de voltar para Ítaca era por mar.

Ulisses naufragou continuamente e teve que derrotar ou escapar de muitos monstros marinhos em sua jornada. Sua labuta foi tão grande que ele voltou para casa como o único sobrevivente de sua tripulação dez anos após o fim da guerra!

Baixe grátis: ➡️ E-book A Guerra de Troia

Sestércio do imperador Nero, que traz representação da estátua do deus Netuno no anverso.
Sestércio orichalcum do imperador romano Nero, datado de 65 d.C. Traz o imperador laureado no anverso. No reverso, mostra vista aérea do porto de Ostia, oito navios no porto, estátua de Netuno no farol no topo, deus do rio Tibre reclinado segurando leme e golfinho abaixo, todos ladeados por colunata terminando em templo à esquerda e barco deslizando à direita.

Você já conhecia essas moedas? A Jafet Numismática é a loja online dos colecionadores e amantes da numismática antiga! Somos especialistas em peças gregas e romanas clássicas. Não deixe de conferir nosso acervo, com certeza você vai encontrar novas peças para agregar à sua coleção beleza, qualidade e valor!

Todas as moedas disponíveis na nossa loja acompanham certificado de autenticidade LIFETIME (sem custo adicional!) e possuem FRETE GRÁTIS para todo o Brasil!

➡️ Quero conferir as moedas à venda


2 comentários em “Deus Netuno (Poseidon) na mitologia greco-romana”


  1. Flavio disse:

    Sensacional!!!, mitologia 3 numismatica, duas paixões.

    1. Temos as mesmas paixões amigo !!!


O QUE VOCÊ ACHOU DESSE ARTIGO?

Deixe o seu comentário, dúvida ou sugestão! Assim a gente melhora ainda mais o nosso conteúdo. Afinal, o conhecimento se faz em conjunto 😀
Obs.: o seu e-mail não será divulgado.

onze − 8 =

« voltar topo ↑