O Que Foram as Cruzadas?


Cruzada é o nome dado às expedições militares organizadas pela Igreja Católica entre os séculos XI e XIII. Os cristãos tinham como objetivo conquistar e manter sob seu domínio a Terra Santa e a cidade de Jerusalém – que estavam sob controle islâmico. Confira o artigo abaixo e descubra o que foram as cruzadas.

 

 

Leia também:

Conheça as Moedas do Império Bizantino

Veja as Moedas de Constantino (O Primeiro Imperador Cristão)

Descubra Qual é a Origem da Moeda

 

 

Você sabe o que foram as Cruzadas? Confira um pouco sobre essas expedições organizadas pela Igreja Católica na Idade Média!

 

 

Contexto Histórico: Antecedentes das Cruzadas

 

 

Entre os anos 638 a 1071 d. C., os árabes dominaram a região da Palestina. Mas os povos locais ainda permitiam que os cristãos fizessem cultos e peregrinações para a Terra Santa (como a Palestina era chamada pelos cristãos). Porém, os turcos-otomanos (que também eram muçulmanos) dominaram a região em 1071, proibindo as manifestações religiosas cristãs!

 

Além do contexto religioso, naquela época a Europa passava por uma crise no sistema feudal. Os feudos contavam com uma população crescente e tinham dificuldades para produzir alimento suficiente para todos.

 

A Igreja Católica também enfrentava alguns problemas de corrupção por parte de membros do clero. Muitos levavam uma vida luxuosa e deixavam as obrigações religiosas de lado!

 

 

Convocação para as Cruzadas

 

 

Então, em 1095, o Papa Urbano II, durante o Concílio de Clermont, convocou os nobres da Europa Ocidental para uma expedição de retomada da Terra Santa.

 

Durante seu discurso, o papa prometeu a salvação a todos que morressem na batalha contra os “infiéis” (a maioria muçulmanos). Por isso, as cruzadas além de serem expedições militares, também eram consideradas penitências.

 

De acordo com os historiadores, as cruzadas também tinham o objetivo de conquistar novas terras para a criação de novos feudos. Alguns estudiosos ainda afirmam que a intenção era reabrir as rotas comerciais que foram fechadas com o domínio dos turcos-otomanos!

 

 

As Cruzadas nasceram após clamor do papa Urbano II, em 1095, à nobreza europeia para a organização de uma expedição de retomada da Terra Santa.

Papa Urbano II clama pela Primeira Cruzada, no Concílio de Clermont (imagem: domínio público).

 

 

As Cruzadas

 

 

No total foram 8 cruzadas oficiais e algumas extraoficiais que aconteceram no decorrer de dois séculos (1096-1270). Alguns historiadores defendem que foram 9 movimentos no total. Porém, a nona Cruzada é considerada por grande parte dos estudiosos como parte da oitava. Confira abaixo um pouco sobre algumas das expedições.

 

 

Cruzada Popular (1096)

 

 

Antes da primeira peregrinação oficial, o monge Pedro, o Eremita, a partir de sermões comoventes, reuniu uma multidão disposta a lutar. Entre os soldados, estavam mulheres, velhos e crianças, que até chegaram ao Oriente, mas foram facilmente derrotados. Esse evento ficou conhecido como Cruzada Popular.

 

 

Primeira Cruzada (1096-1099)

 

 

Conhecida como a Cruzada dos Nobres, foi realizada um ano após o discurso do papa Urbano II. Após chegar em Constantinopla, a  nobreza europeia conquistou diversas cidades asiáticas, como Antioquia e Edessa, até finalmente chegar em Jerusalém.

 

 

Terceira Cruzada (1189-1192)

 

 

Essa expedição é famosa por ter tido a participação de 3 reis europeus importantes. Frederico Barbarrossa (Sacro Império Romano Germânico), Ricardo, Coração de Leão (Inglaterra) e Felipe Augusto (França).

 

A Cruzada dos Reis (como ficou conhecida), assim como a segunda expedição, não trouxe a vitória para os cristãos. Porém, o rei Ricardo, Coração de Leão, conseguiu um acordo com Saladino (líder da oposição islâmica na época). O acordo diplomático garantia a peregrinação cristã em segurança a Jerusalém por dez anos!

 

 

Cruzada das Crianças (1212)

 

 

Um dos eventos mais curiosos do movimento, essa cruzada extraoficial é um misto de fantasia e realidade. A expedição teria levado crianças e adolescentes considerados de alma pura a lutar pela libertação de Jerusalém. Essa cruzada teria acontecido entre a terceira e a quarta cruzadas. Conta-se que a maioria dos jovens foi vitimada ainda no percurso de barco à Terra Santa! Os sobreviventes foram vendidos como escravos aos muçulmanos.

 

 

Sexta Cruzada (1228-1229)

 

 

Moeda de prata cunhada pelos cristãos no movimento das cruzadas.

Dirham cunhado pelos cristãos com inscrições em árabe. Moeda de prata, datada de 1216-1241 d.C.

 

 

Depois de algumas expedições fracassadas, a sexta cruzada finalmente trouxe sucesso aos cristãos. Liderada pelo imperador germânico, Frederico II, conquistou algumas licenças econômicas e firmou um acordo que garantia livre acesso a Jerusalém para os cristãos por 15 anos. O imperador também foi titulado rei de Jerusalém!

 

 

Sétima Cruzada (1248-1254) e Oitava Cruzada (1270)

 

 

Em 1244, os cristãos perderam novamente o domínio da Terra Santa para os muçulmanos. Assim, o Rei Luís IX, da França, partiu para nova expedição em 1248. No evento da sétima cruzada, foi derrotado e aprisionado no Egito!

 

O rei foi libertado somente quando seus companheiros de batalha fizeram o resgate. Em 1270, deu início à oitava cruzada. Mas ele morreu vítima da peste assim que desembarcou em Túnis, no norte da África, dando fim à expedição! Após sua morte, o rei foi canonizado como santo pela Igreja Católica e é conhecido como São Luís.

 

 

O Termo ‘Cruzadas’

 

 

Na época em que ocorriam as expedições, elas não eram chamadas de cruzadas. Na Europa da época, chamavam esses acontecimentos de guerra santa ou peregrinação.

 

Já os muçulmanos chamavam essas expedições de invasões francas. Isso porque do ponto de vista dos povos locais esses eventos nada mais eram do que invasões – e a maioria dos cruzados vinham do antigo Reino Franco.

 

Os expedicionários se consideravam soldados de Cristo e, por isso, durante as batalhas, utilizavam como símbolo uma cruz pintada nas vestimentas e em suas bandeiras. Daí vem o nome “cruzadas”.

 

 

As cruzadas receberam esse nome devido a cruz utilizada nas roupas e bandeiras dos soldados cristãos durante as expedições!

Os primeiros cruzados retratados por Alphonse de Neuville (1883).

 

 

Consequências das Cruzadas

 

 

Os movimentos foram um fracasso perante o objetivo de conquistar a Terra Santa para os cristãos. As batalhas custaram muitos recursos da nobreza europeia e resultaram em milhares de mortes.

 

Mas as cruzadas proporcionaram grandes transformações na era medieval. Elas enfraqueceram o sistema feudal, possibilitando o fortalecimento do poder real e a expansão do mercado! Com o aumento do comércio entre a Europa e a Ásia Menor, por exemplo, os europeus tiveram acesso a novos produtos, como o açúcar e o algodão.

 

O contato com a cultura oriental também proporcionou benefícios para a civilização ocidental. Alguns estudiosos afirmam que, até certo ponto, o contato cultural entre Europa e Oriente preparou caminho para o surgimento do Renascimento!

 

 

Você já conhecia esse evento histórico? No nosso Blog você pode ler artigos sobre outros acontecimentos que mudaram o mundo!

 

Na nossa Loja Online você encontra moedas antigas separadas por categorias referentes a diversos períodos da história mundial!

 

QUERO CONHECER MAIS MOEDAS HISTÓRICAS

 

 Todas as peças vêm com certificado de autenticidade LIFETIME – sem custo adicional!

 Frete grátis para todo o Brasil!

 Não trabalhamos com moedas brasileiras.

 Não fazemos avaliações de moedas.


Confira as Novidades da Nossa Loja:

4 comentários em “O Que Foram as Cruzadas?”


  1. Joao vitor fracao rosa disse:

    bom! bem simples e explicativo. Trata das cruzadas mais importantes , cita alguns nomes importantes e também, trata da realidade por trás dos reais objetivos das cruzadas e são poucos sites que fazem isso. recomendo a leitura atensiosa

    1. Gladston Jafet disse:

      Obrigado amigo !!!!

  2. ISABELLE disse:

    ESSE ARTIGO ME AJUDOU MUITO COM UMA ATIVIDADE ESCOLAR , AQUI ESTÁ TUDO OQUE EU PRECISAVA SOBRE AS CRUZADAS , MEUS PARABÉNS

    1. Gladston Jafet disse:

      Muito obrigado Isabelle!!!


O QUE VOCÊ ACHOU DESSE ARTIGO?

Deixe o seu comentário, dúvida ou sugestão! Assim a gente melhora ainda mais o nosso conteúdo. Afinal, o conhecimento se faz em conjunto 😀
Obs.: o seu e-mail não será divulgado.

cinco + 3 =

« voltar topo ↑