Descubra a Origem do Natal


Acredita-se que o Natal é comemorado no dia 25 de dezembro (do calendário gregoriano), pois era por volta dessa época do ano que aconteciam festivais pagãos na Antiguidade ligados ao solstício de inverno. Continue a leitura e descubra tudo sobre a origem do Natal.

Você também pode gostar de ler:

➡️ A História de São Nicolau, o Papai Noel

➡️ As moedas de Constantino (o 1º imperador cristão)

➡️ Augusto: Imperador Romano da Época de Jesus

Descubra a origem do Natal.

As celebrações do Solstício de Inverno

As comemorações relacionadas ao solstício de inverno são datadas de pelo menos 7 mil anos antes do nascimento de Jesus! Diferentes civilizações do hemisfério norte comemoravam essa data, que ocorre no final de dezembro (no dia 21 ou 22, dependendo do ano, no nosso calendário atual).

O solstício de inverno é a noite mais longa do ano. Porém, a partir dessa madrugada em diante, o sol fica cada vez mais tempo no céu. E as festividades comemoravam esse ponto de virada das trevas em luz: o renascimento do Sol, tão importante para as atividades agrícolas e boas colheitas no ano seguinte!

Na Mesopotâmia, as festividades duravam 12 dias. Já os egípcios aproveitavam para relembrar a passagem do deus Osíris para o mundo dos mortos. Os gregos cultuavam Dionísio, o deus do vinho. Na China, o festival era para homenagear a harmonia da natureza (o famoso símbolo yin-yang).

Os nórdicos da Escandinávia e de outros territórios do norte da Europa, celebravam o Yule, de 21 de dezembro a janeiro. Em reconhecimento ao retorno do sol, pais e filhos levavam para casa grandes toras, que seriam incendiadas.

Ilustração do antigo festival Yule, dos nórdicos.
Ilustração retratando o antigo festival Yule. Datada de 1880.

Assim, as pessoas festejavam até o tronco queimar, o que poderia levar até 12 dias. Eles acreditavam que cada centelha do fogo representava um novo porco ou bezerro que nasceria no próximo ano!

O final de dezembro era o momento perfeito para se comemorar na maioria das áreas da Europa. Grande parte dos bovinos era abatida para não precisar ser alimentada no inverno.

E para muitos, essa época do ano era a única em haveria um suprimento de carne fresca! Além disso, a maioria das bebidas produzida durante o ano finalmente estava fermentada e pronta para ser tomada!

Saturnália

Dessa forma, não seria diferente na Roma Antiga. Mas para os romanos, a comemoração era em homenagem ao deus Saturno, relacionado a agricultura, atividade que era o meio de subsistência dos camponeses e fonte de renda para a elite!

Obra de arte retratando a Saturnália dos antigos romanos.
Pintura “Saturnalia”, de Antoine Callet em 1783.

As celebrações duravam cerca de uma semana, com início no dia 17 de dezembro do calendário juliano (que era utilizado na época). A festividade contava com sacrifícios no templo de Saturno, banquete público no Fórum Romano e ainda troca de presentes em privado.

➡️ Veja as diferenças entre o calendário juliano e o calendário gregoriano

Nessa grande comemoração que era a Saturnália, a ordem social também era invertida. Os senhores trocavam de papéis com seus escravos. Os camponeses ficavam no comando da cidade. Escolas e negócios também eram fechados para que todos pudessem participar da grande diversão!

25 de Dezembro: Aniversário do deus Mitra

Nessa época, os membros das classes mais altas também costumavam celebrar o aniversário de Mitra, deus do Sol de origem persa, que acontecia no dia 25 de dezembro. Para alguns romanos, o aniversário de Mitra era o dia mais sagrado do ano!

Escultura do deus Mitra, cujo aniversário se relaciona com a origem do Natal.
Escultura do deus Mitra no Museu Britânico, em Londres.

O culto a Mitra se espalhou pela Europa por volta do século IV a.C., quando Alexandre, o Grande, conquistou os persas! Centenas de anos depois, os soldados romanos passaram a cultuar essa divindade.

➡️ As Moedas do Império Persa (Aquemênida) – Blog

O imperador Aureliano instituiu para 25 de dezembro de 274 d.C. o culto oficial do Sol Invicto, patrono dos soldados. Embora não reconhecido oficialmente como o deus Mitra, o deus sol de Aureliano possui muitas características que são próprias do mitraísmo!

Antoniniano do imperador Aureliano, que apresenta o deus Sol Invicto no reverso.
Antoniniano do imperador Aureliano. Traz o imperador com coroa radiada no anverso e o deus Sol Invicto no reverso.

O Primeiro Natal

25 de dezembro já era uma data de grande festividade e costumes em homenagem ao Sol Invicto. Assim, de acordo com muitos historiadores, Constantino, o primeiro imperador romano cristão, celebrou pela primeira vez o Natal, em 336 d.C.

Em 350 d.C., o Papa Julio I proclamou o dia 25 de dezembro como a data oficial do nascimento de Cristo. Dessa forma, Jesus foi associado ao deus Sol, assumindo a forma da luz que trará a salvação para a humanidade.

➡️ A Era de Constantino, o Grande (E-book Grátis)

As refeições abundantes e a troca de presentes foram mantidas na nova festividade. Ao longo dos anos, a tradição Natalina foi incorporando outros costumes. A árvore de Natal e a decoração toda colorida vem do Yule dos nórdicos, por exemplo.

No Yule, também existia a lenda de um gnomo que entregava presentes para as crianças. Na tradição natalina, a figura ganhou os traços de um bom velhinho em forma humana.

➡️ Conheça a História do Papai Noel – Blog

Então quando Jesus realmente nasceu?

Pintura retratando o nascimento de Jesus.
Pintura de Georges de La Tour de 1644 retratando o nascimento de Jesus.

Infelizmente, essa ainda é uma dúvida entre os pesquisadores. Mas o que se sabe é que provavelmente não foi em dezembro.

Na Bíblia há uma passagem que diz que os pastores estavam nas colinas cuidando das ovelhas na noite do nascimento de Jesus. Em dezembro é muito frio em Israel, então dificilmente as ovelhas e os pastores estariam em colinas (que muitas vezes ficavam nevadas) numa noite de 25 de dezembro!

Você já conhecia essa história? No nosso Blog você encontra outros artigos sobre História:

➡️ Quero ler outras matérias

Já na nossa Loja Online, você encontra moedas cunhadas pelas antigas civilizações e que circularam em diferentes épocas da história da humanidade! Todas as peças acompanham certificado de autenticidade LIFETIME e possuem FRETE GRÁTIS para todo o Brasil!

➡️ QUERO CONHECER AS MOEDAS DISPONÍVEIS À VENDA


1 comentário em “Descubra a Origem do Natal”



O QUE VOCÊ ACHOU DESSE ARTIGO?

Deixe o seu comentário, dúvida ou sugestão! Assim a gente melhora ainda mais o nosso conteúdo. Afinal, o conhecimento se faz em conjunto 😀
Obs.: o seu e-mail não será divulgado.

dezessete − cinco =