Afinal, Esparta cunhou Moedas na antiguidade?


Entre as principais cidades da Grécia Antiga estava Esparta, famosa por sua estrutura social militar. Os espartanos desprezavam muitas coisas que outros gregos antigos valorizavam. E uma dessas coisas era a cunhagem de moedas.

Centenas de cidades gregas emitiram moedas entre o nascimento do dinheiro cunhado, por volta de 650 a.C., e o fim da cunhagem cívica grega, algum tempo depois de 300 d.C. A aparente exceção foi Esparta.

Esta cidade teve poucas emissões de qualquer tipo, o que coloca essas peças em alta demanda entre os colecionadores de moedas gregas antigas. Os espartanos se opunham tanto à ideia de moedas que sua constituição proibia a posse e o uso de moedas dentro das fronteiras da cidade!

Essa hostilidade em relação à cunhagem não foi rompida até meados do século III a.C. Mais de 250 anos depois que Atenas começou a produzir cunhagem em larga escala – e muito depois de Esparta ter deixado de ser uma grande potência nos negócios do mundo grego! Continue a leitura e entenda tudo sobre o assunto.

Você também pode gostar de ler:

➡️ A cunhagem da cidade de Pérgamo

➡️ A evolução do tetradracma ateniense

➡️Os maiores heróis gregos da mitologia

Confira as raras moedas cunhadas na cidade grega de Esparta.

Dinheiro de Ferro

Durante bastante tempo, a exibição de riqueza foi desencorajada na sociedade espartana. Por isso, os espartanos eram proibidos de possuir moedas de prata e ouro.

O historiador do primeiro século, Plutarco, afirmou que o lendário legislador espartano, Licurgo (VII a.C.) ordenou que todas as moedas de ouro e prata fossem retiradas e que apenas uma espécie de dinheiro feito de ferro fosse corrente, com grande peso e quantidade, mas de muito pouco valor.

Moedas de outros Povos

Os espartanos podiam usar entre si esses espetos de ferro para transações legais ou cerimoniais. Entretanto, em negociações com outros gregos, eles tinham que usar moedas.

Uma dessas ocasiões era nos Jogos Olímpicos. Devido ao seu excelente preparo físico, os espartanos eram sérios competidores das Olimpíadas! E todos os gregos que assistiam aos jogos, mesmo os espartanos, usavam a cunhagem especial da cidade de Elis, que administrava o local sagrado de Olímpia.

Leia depois: ➡️ Moedas das Olímpiadas da Grécia Antiga – Blog

Moedas de prata cunhadas pela Realeza de Esparta

Enquanto outros gregos experimentavam inovações políticas exóticas como democracia, oligarquia e tirania, a conservadora pólis de Esparta se agarrou à sua monarquia dual arcaica: dois reis iguais de diferentes famílias dinásticas. Fazia sentido ter um rei disponível, considerando o alto risco de que pelo menos um rei em cada geração morresse em batalha!

As primeiras moedas espartanas, compostas de tetradracmas e obols de prata, foram cunhadas em quantidades muito pequenas. Areu I (309 a 265 a.C.) foi o primeiro rei espartano a emitir moedas em seu próprio nome. Essa ruptura com a tradição foi motivada pela necessidade de pagar mercenários em sua guerra contra a Macedônia, já que Esparta não tinha mais mão de obra para formar um exército de cidadãos.

Tetradrcma cunhado por rei espartano inspirado pelo tedracma de Alexandre, o Grande.
Tetradracma raro de Areu I de meados da década de 260 a.C. Hoje só quatro exemplares desta moeda são conhecidos e 3 deles estão em museus.

➡️ Confira as moedas gregas disponíveis – Loja Online

Ironicamente, o tetradracma de prata de Areu foi modelado de forma semelhante à moeda macedônia amplamente circulante de Alexandre, com a cabeça de Hércules no anverso e uma imagem de Zeus entronizado segurando uma águia no reverso. Apenas a inscrição “Rei Areu” indica a fonte.

Apenas outros dois reis espartanos emitiram tetradracmas de prata: Cleômenes III (235 a 221 a.C.) e Nábis (207 a 192 a.C.). Ambos abordaram temas com seus retratos, sendo os primeiros exemplos muito raros e os segundos conhecidos apenas por um exemplo. No entanto, Nábis também emitiu alguns tetradracmas muito raros que emparelharam a cabeça da deusa Atena com a figura sentada do herói Hércules.

Mais tarde na história espartana, depois que a denominação do tetradracma foi abandonada, os espartanos começaram a emitir pequenas moedas de prata que pesavam normalmente cerca de 2,2 a 2,5 gramas. Foram cunhadas em duas denominações: hemidracmas e triobols.

O primeiro tipo mostrava a cabeça do deus Zeus e o monograma da Liga Aqueia (uma confederação política do Peloponeso) e o último trazia a cabeça de Hércules e uma ânfora (um contêiner de transporte) ladeada pelos gorros do Dióscuro, os gêmeos Castor e Pólux da mitologia.

Moeda de prata cunhada em Esparta quando a pólis fazia parte da Liga Aqueia.
Este hemidracma de prata mostra a cabeça do deus Zeus e o monograma da Liga Aqueia.

Moedas de bronze espartanas cunhadas por Roma

Em 146 a.C., a República Romana, exasperada pelas constantes disputas entre as ligas gregas e as cidades-estado independentes, finalmente as aboliu. A Grécia não se tornou formalmente uma província romana até 27 a.C. sob o imperador Augusto, mas os romanos estavam claramente no comando.

Sob o domínio romano, muitas cidades foram autorizadas a emitir sua própria moeda local de bronze, com designs tradicionais. Esparta já cunhava moedas de bronze desde 220 a.C., mas em pequenas quantidades.

Os romanos admiravam as antigas virtudes espartanas de ascetismo, dureza e conservadorismo, e Esparta se tornou um destino turístico popular. Como os produtos e serviços nos mercados locais eram cotados em bronze, os visitantes precisavam converter sua prata em bronze local, proporcionando lucro para os cambistas.

Moeda de bronze espartana cunhada quando a cidade era província do Império romano.
O emissor desta moeda de bronze espartana, C. Julius Laco (de 2 a.C. a 31 d.C.), recebeu autoridade em Esparta pelo primeiro imperador de Roma, Augusto. Ele retrata Héracles no anverso e o Dióscuro no reverso.

➡️ Veja as moedas romanas disponíveis – Loja Online

Mais tarde, as moedas de bronze espartanas traziam retratos de imperadores. Exemplos são conhecidos por Augusto, Cláudio, Adriano, Antonino Pio, Cômodo, Sétimo Severo e outros. Aparentemente, as últimas moedas emitidas por Esparta estavam nos nomes de Galieno (governo de 253-268 d.C.) e sua esposa Salonina.

Já conhecia essas peças? Na nossa Loja Online você encontra moedas gregas e romanas de extrema qualidade com FRETE GRÁTIS para todo o Brasil.

Todas as peças do nosso acervo são autênticas e acompanham certificado de autenticidade LIFETIME, garantia da qualidade e procedência de tudo o que é vendido na Jafet Numismática.

➡️ Quero conhecer as moedas disponíveis


Confira nossas moedas disponíveis

O QUE VOCÊ ACHOU DESSE ARTIGO?

Deixe o seu comentário, dúvida ou sugestão! Assim a gente melhora ainda mais o nosso conteúdo. Afinal, o conhecimento se faz em conjunto 😀
Obs.: o seu e-mail não será divulgado.

8 + seis =

« voltar topo ↑