Moedas da Macedônia: o reinado de Filipe II


Apesar de Alexandre, o Grande, ser o governante macedônico mais lembrado na história, foi seu pai, Filipe II, quem formou e consolidou a Macedônia como um dos maiores reinos da antiguidade!

Mesmo não tão famoso quando seu filho, Filipe II é uma figura muito importante para a história militar grega e também para a numismática antiga! Nesse artigo, você vai conferir de perto moedas do império macedônico cunhadas sob Filipe II e postumamente em sua homenagem.

Você também pode se interessar:

➡️ Os Tetradracmas de Alexandre, o Grande

➡️ As Moedas do Primeiro Império Persa (Aquemênida)

➡️ As Viagens do imperador Adriano contadas pelas Moedas

Veja as moedas de filipe II, governante que expandiu e consolidou o poder da Macedônia.

Infância e Juventude de Filipe II

Filipe nasceu, provavelmente, no ano 382 a.C. na cidade de Pela, capital da Macedônia Antiga, localizada no norte da Grécia. Era filho do rei macedônico Amintas III (393; 392-370 a.C.), que desfrutou de um longo – porém problemático – reinado.

Moeda de prata da Macedônia Antiga, do rei Amintas III.
Didracma de Amintas III, apresentando o herói Héracles (Hércules) com o chapéu de pele de leão no anverso. No reverso, traz um cavalo e o nome do rei.

➡️ Os 12 Trabalhos de Hércules – E-book GRÁTIS

Em sua juventude, Filipe passou algum tempo em Tebas, no curto período de supremacia dessa cidade-estado no mundo grego. Lá, o futuro rei da Macedônia recebeu treinamento militar e político.

Aprendeu tudo sobre os gregos, que tinham qualidades que Filipe admirava muito! Também aprendeu os pontos fracos das pólis gregas e a melhor maneira de conquista-las – o que de fato ocorreria a partir de 338 a.C.!

Ascensão ao Poder

Ele retornou à Macedônia após a morte de seu pai, em 364 a.C. Filipe não era o primeiro da fila na sucessão real. Ele teve de assistir à desintegração da Macedônia durante os governos de seus irmãos Alexandre II e Pérdicas III.

Moeda de Alexandre II, rei macedônico irmão de Filipe II.
Rara moeda de bronze do rei macedônico, Alexandre II. É o único tipo que os estudiosos atribuem a ele.

Os irmãos de Filipe II precisaram lutar contra a insubordinação dos aristocratas macedônicos, tebanos e ilírios. Após a morte de Pérdicas III, Filipe conseguiu tomar o trono, em 359 a.C.

Diobol raro de Pérdicas III, rei da Macedônia.
Diobol de prata escasso de Pérdicas III, que sucedeu a Alexandre II no ano de 368 a.C.

➡️ Confira as moedas da Macedônia disponíveis na nossa Loja online

A Expansão do Império Macedônico

Antes do reinado de Filipe II, os macedônicos dispunham de uma economia essencialmente agrária. Também existia um grupo de nobres que dominava a política e concentrava o poder.

Como não tinham saída para o mar, eles precisavam usar os portos gregos para o comércio de seus produtos. Os gregos, inclusive, consideravam os macedônicos um povo bárbaro e atrasado.

Mas, por meio da combinação de diplomacia habilidosa e ação militar agressiva, Filipe II rapidamente expandiu e consolidou o Reino da Macedônia como o Estado mais importante da Península Balcânica!

Mapa mostrando a expensão da Macedônia durante o governo de Filipe II.
Expansão territorial da Macedônia no governo de Filipe.

Para isso, Filipe II criou a famosa “falange macedônica” – infantaria formada pelos camponeses, que foi fundamental na vitória contra os atenienses e tebanos. A falange macedônica também teve uma importância enorme para as posteriores conquistas de seu filho, Alexandre, o Grande!

Filipe também confiscou as terras da nobreza macedônica e distribuiu para os camponeses, medida que fez com que ganhasse a simpatia desses últimos (e mais membros para sua infantaria). Apesar de ter diminuído o poder da nobreza, sua cavalaria era formada pelos nobres e foi a mais poderosa de todo o mundo grego!

Em 356 a.C, ele já tinha o domínio das minas de ouro e prata do Monte Pangeu. Isso facilitou a expansão macedônica e a cunhagem de moedas próprias.

A cunhagem de moedas de Filipe II

Os primeiros estáters de ouro de Filipe II foram cunhados a partir de 345 a.C. Mesmo ele já tendo à sua disposição grande quantidade de ouro do monte Pangeu desde 356 a.C.

Antigo estáter de ouro de Filipe II, da Macedônia.

🔶 Acima: antigo estáter de ouro de Filipe II. Traz o deus Apolo no anverso. No reverso apresenta uma carruagem com cocheiro e cavalos e o nome Filipe.

Esse design é considerado o “tipo” padrão de moedas de ouro de Filipe II. As moedas cunhadas durante seu governo e em homenagens póstumas trazem essa combinação de desenho praticamente inalterada!

Elas apresentam estilos variados no retrato de Apolo. Mas só tem uma única variação significativa! Os símbolos representados no reverso mudam em algumas peças.

Moeda em homenagem póstuma para o rei macedônico Filipe.
Estáter de ouro cunhado em Abidos após a morte de Filipe II (323-316 a.C.). Veja como o estilo do retrato de Apolo e dos símbolos do reverso diferem da peça acima.

Além dos estáters de ouro, seus tetradracmas de prata também são moedas muito valorizadas pelos numismatas. Como a peça abaixo, cunhada em Anfípolis, entre 355 e 345 a.C. Traz o deus Zeus no anverso e o rei a cavalo no reverso:

Tetradracma da Macedônia antiga de Filipe II.

A Conquista dos Territórios Gregos

Com sua política de expansão territorial, o governante macedônico dominou várias colônias que pertenciam a Atenas. Mas, como era um grande diplomata, ganhava simpatizantes e adeptos sutilmente. Inclusive, Filipe II venceu 3 olimpíadas da Grécia Antiga (nos anos de 356, 352 e 348 a.C.)!

➡️ Conheça as moedas olímpicas da Grécia Antiga
(Blog Jafet Numismática)

Havia um homem, Demóstenes, que alertava os atenienses através de discursos públicos, o perigo que a Macedônia representava. Mas quando os gregos perceberam esse perigo, já era muito tarde.

Assim, o exército macedônico derrotou atenienses e tebanos na Batalha de Queroneia, em 338 a.C. Em seguida conquistou toda a Grécia! Porém, ele manteve a autonomia dos Estados e reivindicou o direito de lidera-los contra o Império Persa. Para isso criou a Liga de Corinto, declarando guerra contra a Pérsia em 337 a.C.

Baixe o E-book Grátis: ➡️ As Cidades-Estado Gregas e suas Moedas

Morte e Sucessão

Filipe II foi assassinado com uma punhalada durante a festa de casamento de sua filha, em 336 a.C. Assim, não viu a Pérsia ser dominada pelos macedônicos, seis anos depois, em 330 a.C., por seu filho, o grande Alexandre III.

➡️ As moedas do Primeiro Império Persa (Aquemênida) – Blog Jafet Numismática

Famoso tetradracma de Alexandre, o grande da Macedônia.
Famoso tetradracma de Alexandre, o Grande, uma das peças mais desejadas pelos colecionadores de moedas antigas!

O autor da punhalada foi Pausânias, um de seus guarda-costas! Após apunhalar Filipe II, Pausânias tentou fugir, mas foi abatido pela guarda real.

Pausânias levou consigo para o túmulo o nome do mandante do assassinato. E até hoje muito se especula sobre quem teria de fato encomendado a morte de Filipe II.

Isso talvez a gente nunca vai saber. Mas o que sabemos de fato é que seu filho, Alexandre, se tornou rei da Macedônia e ficou conhecido como um dos maiores líderes da história da humanidade!

É colecionador ou numismata? Aqui na Jafet Numismática você encontra um grande acervo de moedas antigas para a sua coleção. Não deixe de conferir:

➡️ QUERO CONHECER NOVAS PEÇAS PARA MINHA COLEÇÃO

️ Todas as peças com frete grátis para todo o Brasil!

️ Certificado de autenticidade LIFETIME (sem custo adicional).


O QUE VOCÊ ACHOU DESSE ARTIGO?

Deixe o seu comentário, dúvida ou sugestão! Assim a gente melhora ainda mais o nosso conteúdo. Afinal, o conhecimento se faz em conjunto 😀
Obs.: o seu e-mail não será divulgado.

um × dois =

« voltar topo ↑